Como surgiu?

A presença da Holos no Médio Oriente permitiu à empresa identificar uma necessidade emergente tanto no mercado nacional como no mercado do Médio Oriente: soluções de vigilância remota dotadas de inteligência. Soluções que respondam a esta necessidade deverão permitir minimizar a necessidade de intervenção humana, tanto ao nível de vigilância de espaços públicos, como na vigilância de pipelines de petróleo e campos petrolíferos (como os existentes em Abu Dhabi, por exemplo) em que, para além dos problemas de intrusão habituais, se enfrenta um conjunto de riscos adicionais, como incêndios e derrames, por exemplo. 

Apesar de existirem já alguns sistemas robóticos, o que se verificou, após uma análise do estado da arte, é que grande parte dos mesmos é desenvolvida com objetivos muito específicos, não permitindo o seu uso para aplicações diferentes ou em locais diferentes. 

Urgia assim criar um sistema robotizado que permitisse a vigilância de instalações e espaços públicos, com a utilização de um dispositivo móvel capaz de se adaptar a diversos cenários e obtendo diversas informações sensoriais do local, de forma a ajudar na vigilância de um dado local.

Surgiu assim o conceito do ServRobot! Um robô adaptável a diferentes tarefas e ambientes. 

Pretende-se com o ServRobot desenvolver um robô móvel de controlo autónomo, mecanicamente reconfigurável e energeticamente eficiente que permita expandir os conceitos tradicionais de vigilância, incluindo conceitos como a recolha de informação sensorial dos locais a vigiar.

Outro objetivo passaria por adequar o robô a um conjunto de tarefas adicionais que beneficiariam da sua utilização, nomeadamente a nível militar (conjungando o transporte de cargas com a sua capacidades de deteção de gases ou outros perigos), podendo ainda ser usado para executar outro tipo de tarefas em locais ambientalmente agressivos para o ser humano.